Que venha a crise!!

A palavra Crise vem do termo chinês weiji, que significa “crise”. É um ideograma formado pela junção de dois outros: o negativo “perigo” (wei) e o promissor “oportunidade, ocasião propícia” (ji).

Em momentos de crise, de turbulência e de um futuro nebuloso pela frente, o que mais precisamos é de paciência e segurança para alcançar os nossos objetivos e atrair prosperidade.

Nossa vida é dinâmica e cheia de altos e baixos, nem sempre usufruímos da estabilidade que gostaríamos e as mudanças constantes fazem parte deste cenário. Com isso, tornam-se necessárias a motivação e a criatividade para encarar novos desafios constantemente.

A situação de crise leva basicamente a dois tipos de atitude: o desespero e pessimismo ou a adaptação ao novo contexto com mudanças de ações, posicionamentos e pontos de vista. Depende de você se encarará a crise como um fracasso ou como uma OPORTUNIDADE de mudança e crescimento, de sair do “piloto automático” e da acomodação. Como diz aquela frase bem conhecida: “Se você quer um resultado diferente tem que agir de uma forma diferente. Se fizer sempre da mesma forma, nada mudará”.

Ou seja, a forma como você lida e encara esse período difícil é que fará toda a diferença. Enfocar apenas nos problemas, obstáculos ou dificuldades fará você desanimar, ficar com tua autoestima e autoconfiança lá em baixo e se engessar para buscar possíveis soluções. Em contrapartida, focar nas suas habilidades e forças pessoais que podem te ajudar a dar a volta por cima é que trará novas idéias e soluções e fará você transformar positivamente essa situação.

Lembre-se que toda mudança é como quando fazemos uma “faxina” em casa jogando fora aquilo que não serve mais: damos espaço para novos buracos, nova energia e novos caminhos que podem ser tão bons ou melhores que os anteriores. Justamente nesses espaços que empreendedores enxergam verdadeiras oportunidades para criar algo novo. Espaços que antes não existiam e só apareceram porque houve mudanças.

Situações difíceis ou de mudanças exigem de nós a prática de habilidades internas que já possuímos ou criam a necessidade de desenvolvê-las, como flexibilidade, criatividade, comunicação, determinação, foco, autoconfiança, autoestima e positividade.

Ter autocontrole emocional nestas situações difíceis é fundamental para focar na busca de soluções e não apenas focar no problema, ou ter atitudes que prejudiquem ainda mais a situação. Um exemplo disto são as relações interpessoais, visto que o stress e a raiva decorrente podem prejudicá-las. Encare as pessoas ao teu redor como aliados para te ajudar a enfrentar a situação e não como inimigos, assim juntos focarão nas soluções deste problema e não na busca de culpados.

Uma dica simples e eficaz para não prejudicar teus relacionamentos em momentos de stress e dificuldade é pensar ou escrever antes de falar! Se decidir escrever, não envie para a pessoa que é alvo de sua fúria, deixe ela passar um pouco e em outro momento releia e avalie se vale a pena mesmo enviá-la ou se modificaria algo, se o tom está adequado e pondere as conseqüências possíveis dessas palavras e como podem interferir na tua relação com aquela pessoa. Reavalie o custo/ benefício disso.

Para concluir, li esta semana uma frase que gostei muito: “A crise é momento fértil e de renovação”. Concordo plenamente! Aproveite o máximo que puder desta tão falada CRISE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *